Polícia fecha laboratório de haxixe e prende 2 homens por tráfico de drogas



Um grupo criminoso Um grupo criminoso que distribuía maconha  e haxixe para traficantes "de menor porte" atuarem em Ceilândia, no Distrito Federal, foi desarticulado na manhã desta quarta-feira (4). A Polícia Civil prendeu dois dos três envolvidos e fechou um laboratório, em Valparaíso (GO), onde o haxixe era fabricado.
No local, segundo o delegado André Luis da Costa e Leite, da 15ª Delegacia de Polícia, foram apreendidos ao menos 5 kg de maconha, comprimidos de ecstasy, R$ 20 mil em dinheiro, uma pistola calibre .30 e três carros – um Civic, um Gol e uma S10.
A investigação durou oito meses, a fim de mapear a forma como o grupo operava. De acordo com a Polícia Civil, os homens importavam maconha – que passava por Ponta Porã (MS) –, a transformavam em haxixe no depósito de Valparaíso e distribuiam na região da QNM 22, em Ceilândia Norte. O local do laboratório tem cerca de 100 metros quadrados e estava vazio no momento da operação.
Um dos presos morava na quadra onde vendia a droga. O suspeito, identificado como Jonatan de Sousa Marques, de 23 anos, tem nove passagens por ato infracional, sendo três por tentativa de homicídio. Ele cumpria prisão em regime domiciliar após ser condenado por roubo a mão armada e corrupção de menores.

construção que fazia em casa, no Condomínio Sol Nascente. Ele também estava em prisão domiciliar e tinha passagem na polícia por tráfico, receptação e furto em interior de veículo. De acordo com a polícia, os dois são os chefe do grupo. O outro homem continuava foragido até a última atualização desta reportagem.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário