Metrô do DF volta a funcionar após mais de 5 horas de serviço parcialmente suspenso



O metrô do Distrito Federal voltou a funcionar entre as estações Arniqueiras e Central por volta das 11h50 desta segunda-feira (9). A circulação de vagões no percurso havia sido interditada às 6h30 porque os cabos de fibra óptica que interligam Shopping e Feira, no meio do percurso, foram rompidos durante a madrugada.
Mesmo assim, o Detran e o DER informaram que as faixas exclusivas para ônibus continuam liberadas para os carros até as 23h59 
Segundo a Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF), nas proximidades da Estação Feira, os trens começaram a operar com velocidade reduzida. “No restante da linha está normal”, afirmou a empresa.
Inicialmente, a assessoria de imprensa da Metrô-DF disse que os cabos de cobre haviam tinham sido furtados, mas a informação foi corrigida pelo chefe de operações da empresa, Victor Mafra, por volta das 10h30. Ele apontou que houve rompimento da fibra óptica em vez do furto.
Por causa disso, até as 10h30 os trens só estavam circulando entre as estações Arniqueiras e Samambaia e entre Arniqueiras e Ceilândia, segundo o Metrô-DF. O rompimento dos cabos suspendeu a comunicação entre trens, trilhos e central de controle.

Nos demais trechos, não havia comunicação entre "o trem, a via e o centro de controle". Da estação Guará até a Central, todas as estações estavam fechadas.

Faixas liberadas

Devido à paralisação do serviço do metrô, as faixas exclusivas para ônibus da EPTG e da EPNB foram liberadas para trânsito de carros até as 23h59 desta segunda-feira (9).
Já o Detran liberou a utilização das faixas exclusivas do Setor Policial Sul e de toda a W3 – tanto na Asa Sul quanto na Asa Norte –, também até as 23h59.


FONTE G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário