Sem água em dia de rodízio, escola da Asa Sul pede que alunos levem garrafas de casa



O racionamento de água começou no Distrito Federal há mais de um ano. Mesmo assim, uma escola pública da Asa Sul, região nobre de Brasília, continua passando dificuldade em dias de rodízio. O prédio, inaugurado há 48 anos, nunca teve uma caixa d'água.
A direção do Centro de Ensino Fundamental 4, na 113 Sul, improvisou uma caixa d'água nos fundos da cozinha e tentou fazer armazenamento no banheiro, mas não foi suficiente. Desde o início do racionamento, a escola pede para que seja instalada uma estrutura de armazenamento de água.
Na semana passada, durante o Dia Mundial da Água, dezenas de alunos fizeram um protesto, andando pela quadra com cartazes pedindo a instalação da caixa d'água.
"Os alunos são orientados a trazer duas garrafinhas de água, para evitar um dano maior. Mas não temos como evitar transtorno, porque os banheiros ficam sem higienização", disse a coordenadora pedagógica do centro de ensino, Rosângela Martins.
"Segundo a Secretaria de Educação, isso já está em um processo. Estamos aguardando a Novacap para providenciar a caixa d'água para nossa escola."
Em dias de racionamento, a escola não serve comida para os alunos. As cozinheiras evitam sujar louça porque toda a água disponível fica armazenada em baldes – por isso, nesta terça-feira (27), o lanche dos alunos foi biscoite e leite caramelizado.

O outro lado

Até a última atualização desta reportagem, a Secretaria de Educação não havia informado quantas escolas do Distrito Federal estão sem caixa d'água.
Já a Novacap informou que fez uma licitação para a "instalação de caixas d’água que atenderão 15 unidades escolares da rede pública de ensino". Segundo a estatal, a caixa d’água da escola da Asa Sul "está no cronograma para atendimento em breve".

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário