Moradores do Guará reclamam de água com cor de barro




Moradores do Guará, no Distrito Federal, têm reclamado do aspecto da água que sai das torneiras na cidade, com aparência semelhante à de barro. Segundo eles, o problema persiste mesmo nos dias em que não há racionamento na QI 6, mas piora após a volta da água.
A esteticista Marlene Almeida disse  que notou "há alguns meses" que a água não estava límpida. Ela entrou em contato com a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) pelo telefone 115 e, apesar de ter sido atendida, a questão ainda não foi solucionada. "Eles mandavam técnico, mas, na hora em que ele chegava, a água já estava clara", contou.
Segundo Marlene, os servidores aconselharam que ela trocasse a tubulação e a limpeza da caixa d’água. A esteticista, porém, afirmou que vários vizinhos estão com o mesmo problema

A situação tem feito a esteticista perder dinheiro. "As clientes ficam com o produto no corpo, porque a água é suja. Como é que faz um bronzeamento e vai pra casa sem tomar banho? Ninguém gosta, o movimento caiu", reclamou.
Ela apontou que, como o produto com o qual trabalha é perigoso se exposto ao sol, as clientes tentam retirar o excesso com toalhas descartáveis ainda no local.
O problema se estende ao Guará II. Na QE 24, a moradora Sandra Villela registrou a situação no tanque de lavar roupa.

A Caesb afirmou por meio de nota que faz "descargas na rede" para evitar o escurecimento da água, e que a coloração não apresenta risco para a saúde. A companhia, no entanto, não explicou o que causa o problema e quais regiões são as mais afetadas.


FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário