Galpão com R$ 1 milhão em produtos roubados é encontrado no Gama, no DF




Polícia Civil do Distrito Federal prendeu três pessoas suspeitas de receptar R$ 1 milhão em produtos roubados. Os policiais encontraram as mercadorias – como alimentos e produtos de limpeza – em galpões na Ponte Alta, no Gama.
No local, foram encontradas mais de 50 toneladas de produtos dentro de três carretas. Há também a suspeita de que um depósito em São Sebastião também tenha sido usado no esquema.
"Verificamos os lotes, contatamos as empresas e comprovamos que se tratava de produto de roubo", disse o delegado-chefe da Coordenação de Repressão a Crimes contra o Patrimônio, Marco Aurélio Vergílio.
Havia quatro pessoas no local. Um deles foi liberado por, segundo os policiais, não ter envolvimento direto com o grupo. De acordo com a Polícia Civil, os três detidos são:
  • Petronilo Mesquita Ramos, de 57 anos. Tem passagens pela polícia por uso de documento falso, furto e receptação;
  • Francisco José Cardoso de Brito, de 26 anos. Tem passagem por porte ilegal de arma de fogo;
  • Eduardo Vieira da Silva, de 33 anos. Não tem passagens.

Revenda ao comércio

Segundo a polícia, o trio revenderia os produtos a pequenos comerciantes da capital – eram sabonetes, detergentes, desinfetantes, pacotes de macarrão e caixas de leite. Parte dos materiais havia chegado ao galpão poucas horas antes da ação policial, na quarta-feira (7). Outra carga, um carregamento de velas, estava encalhado no local havia um mês.

Roubos a caminhões no Entorno estavam na mira da Polícia Civil desde janeiro. "Analisamos diversas ocorrências relacionadas a roubo de carga e conseguimos chegar a esses galpões", explicou Vergílio.

Roubos na hora do descanso

Relatos de testemunhas e vítimas revelaram que os bandidos envolvidos no esquema aproveitavam o descanso dos motoristas para assaltá-los. O proprietário de uma das empresas roubadas pelo grupo narrou a ação dos ladrões.
"O motorista dormia em um pedágio em Alexânia, por volta das 2h, quando quebraram o vidro. Eles (os bandidos) amarraram o motorista, usaram um aparelho de bloqueio de sinal e o levaram a um descampado perto de Santo Antônio do Descoberto", relatou o dono da transportadora. A vítima ficou sob nove horas sob a mira de uma arma até conseguir fugir.
Até a última atualização desta reportagem, ninguém foi preso pelos roubos. Segundo o delegado, as investigações ainda devem desmembrar o restante do esquema criminoso, como a identidade dos assaltantes e de outros receptadores.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário