Estudante de engenharia é preso suspeito de distribuir drogas sintéticas em boates de Palmas



Polícia Civil cumpriu nesta quinta-feira (15) um mandado de prisão contra o estudante de engenharia civil Mateus Costa Pinto, de 23 anos. O jovem é suspeito de ser um dos maiores distribuidores de drogas sintéticas do estado. A prisão faz parte de uma operação nacional da Polícia Civil de Brasília (DF), chamada Caça às Bruxas, iniciada durante a manhã em nove estados.
A operação investiga o tráfico de drogas sintéticas, utilizando o serviço de entrega dos Correios. As investigações são coordenadas pela 6ª DP de Brasília, no Paranoá. Os estados com alvos na operação são: Goiás, São Paulo, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Rio Grande do Norte, Tocantins, Bahia e Minas Gerais. Ao todo, são 25 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão.
Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o jovem foi preso pela Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (DENARC) na casa dele, na quadra 603 Sul. Durante as buscas foram apreendidas drogas sintéticas, uma balança de precisão, um veículo e um aparelho de celular.
Após prestar depoimento, o suspeito será encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP). O G1 ainda tenta contato com a defesa dele.
Os Correios informaram que possuem equipamentos de raio X e espectrômetros de massa para verificar as encomendas sem precisar abrir os pacotes. A empresa disse ainda sempre que identifica drogas dentro de algum repessa o produto é retido e a Polícia Federal é avisada

Entenda

Segundo a Polícia Civil, o nome da operação faz referência à forma como os traficantes se denominavam: "Bruxos". Delegados responsáveis pela operação no DF explicaram à TV Globo que os criminosos vendiam as drogas por meio de um perfil falso nas redes sociais.
Após o pedido de encomenda, os clientes faziam um depósito bancário e a droga – LSD ou ecstasy – chegava em casa pelo correio. Os entorpecentes eram fabricados pelos próprios traficantes.
Em Natal (RN), a polícia apreendeu um envelope que havia sido encaminhado para uma caixa postal alugada. Em São José do Rio Preto (SP), foram encontrados 3.600 pontos de LSD.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário