Descarrilamento no Metrô-DF: vagões começam a ser retirados




Quatro horas após o descarrilamento de um trem do metrô, em Águas Claras, no Distrito Federal, 14 carros que estavam em um estacionamento próximo ao local do acidente começaram a ser rebocados com a ajuda de uma empilhadeira  A operação serviu para abrir espaço para o guindaste que será usado no içamento dos vagões e garantir a segurança da operação.
Por volta das 14h, o primeiro dos quatro vagões  foi levado para o pátio de manutenção da empresa. O descarrilamento aconteceu às 10h desta quarta-feira (28) e foi causado por uma falha no sistema de freios, segundo uma análise preliminar do diretor de operações e manutenção do Metrô, Carlos Alexandre da Cunha.
De acordo com a empresa, três dos quatro vagões da composição apresentaram problema e saíram dos trilhos. Até o começo da noite eles continuavam no loca
Por volta das 16h, a estação Arniqueiras foi liberada para o embarque e o desembarque de passageiros. De acordo com a assessoria do Metrô, os trens só estão circulando entre as estações Arniqueiras e Central (Plano Piloto) e Águas Claras sentido Ceilândia e Samambaia.
O DFTrans colocou 11 ônibus para levar os passageiros que precisam se deslocar entre as estações Arniqueiras e Águas Claras (ida e volta). Não há cobrança de passagem

Sem transporte

Uma das pessoas que chegaram à estação Arniqueiras foi a operadora de caixa Valdene Mendes, de 32 anos. Ela usou o metrô esta manhã para chegar ao trabalho em Águas Claras, mas não sabia o que fazer para voltar para Planaltina, onde mora.
"Agora deve levar duas ou três horas, saindo de Águas Claras. Vou pegar o ônibus para Rodoviária, e de lá tento ir para casa"

 Além de Valdene, próximo à estação fechada, muita gente que voltava do trabalho ao meio-dia optou por andar até a estação Águas Claras. O auxiliar administrativo Gabriel Garcia, de 20 anos, morador do Núcleo Bandeirante, disse que iria caminhando até a próxima estação para tentar voltar pra casa. Ele disse não saber da rota alternativa de ônibus porque, como a maioria das pessoas que moram ou trabalham em Águas Clara, usa o metrô para se deslocar

PM reforça policiamento para crianças

A Polícia Militar anunciou um reforço no policiamento das estações do Guará e Águas Claras. O objetivo é garantir a segurança das crianças que não tiveram como voltar para casa depois da aula. Elas tiveram de aguardar na porta das estações enquanto faziam contato com os pais e parentes para conseguirem se deslocar.

Além disso, PM e Detran instalaram barreiras e cones interditando uma faixa da via paralela ao metrô, no trecho próximo à estação Arniqueiras, na parte Norte de Águas Claras. Não houve impacto relativo no trânsito.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário