Derrubadas continuam As remoções devem continuar nesta quinta-feira. A Agefis disse que precisou interromper a ação por causa das chuvas de quarta (7). Por isso, até as 9h30 não havia balanço final de quantas casas havia na invasão nem quantas pessoas morariam no local. As casas, todas elas ainda em construção, ficam em área invadida, informou a Agefis. O órgão afirmou, por meio de sua assessoria, que o Acampamento 26 de Setembro fica em uma região onde há grilagem de terras.





Polícia Civil do Distrito Federal desarticulou, na manhã desta quinta-feira (8), um esquema especializado em desbloquear celulares roubados e furtados. Até a última atualização desta reportagem, oito pessoas foram presas suspeitas de liderarem o grupo. Uma delas, segundo a polícia, é um professor da rede pública do DF.
As investigações mostraram que um grupo utilizava aplicativos para permitir o uso dos celulares pelos criminosos. A apuração liderada pela 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte) indicou, ainda, que a ação se estendia até Goiás. No total, 110 policiais participaram da operação.
Ao todo, os policiais cumprem 15 mandados de busca e apreensão em Taguatinga, Ceilândia e na Feira dos Importados, além de Goiânia e Águas Lindas de Goiás. Além de celulares, os policiais encontraram carregadores de arma de fogo e munição.
De acordo com a Polícia Civil, que classifica o grupo como sendo uma organização criminosa, emitia notas fiscais frias e revendia os celulares a preços menores. Segundo o delegado-chefe da 17ª DP, não há, ainda, como informar um total de pessoas envolvidas no esquema.


FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário