Câmara do DF aprova crédito de R$ 100 milhões para nomeação de servidores



A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, nesta quarta-feira (28), um crédito de R$ 101,7 milhões à Lei Orçamentária Anual deste ano. A quantia será destinada à nomeação de servidores aprovados em concursos públicos de diversas áreas.
Com a votação concluída, o texto segue para a sanção do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). O projeto, enviado à Casa pelo Executivo em regime de urgência, no entanto, não especifica quais órgãos receberão novos servidores e quais carreiras serão contempladas.
Por esses motivos, os deputados distritais que fazem oposição ao governo DF criticaram a medida durante a sessão. O G1 pediu ao GDF detalhes sobre o texto, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta.
"Vamos votar em respeito aos servidores e depois vamos cobrar as nomeações, já que o governo pode acabar usando esses recursos para qualquer outra coisa", disse o deputado Wellington Luiz (PMDB).
O presidente da Câmara, Joe Valle (PDT), também afirmou que o GDF precisa enviar as propostas com todas as informações necessárias para "garantir segurança para a votação". O líder do governo na Casa, Agaciel Maia (PR), deu razão ao deputado e se comprometeu a apresentar dados dos projetos do Executivo não só na Comissão de Economia, Orçamento e Finanças– a qual preside – mas a todos os demais parlamentares.
Entre os aprovados em concursos públicos que esperam a nomeação, estão os candidatos que fizeram o certame do Metrô-DF. Uma comissão de aprovados em 2013 cobra do governo a convocação de funcionários em vários setores, tais como agentes de segurança e engenheiros.
Um grupo fez um protesto, na última segunda-feira (26), durante solenidade em que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) assinou a ordem de serviço para concluir as obras da estação de metrô Estrada Parque. Nesta tarde, eles realizaram outra manifestação nas galerias da Câmara Legislativa.
Até o momento, 63 pessoas foram chamadas. O concurso do Metrô, prorrogado três vezes, vence em dezembro deste ano. O Sindicato dos Metroviários e o governo do Distrito Federal firmaram, durante a greve de novembro de 2017, um acordo para contratação de mais 83 servidores do cadastro de reserva.

fonte:g1 mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário