'Sem riscos' O governo do Distrito Federal nega que haja risco de desabamento na barragem. A vistoria da barragem "é feita de forma rigorosa e atendendo à legislação", segundo o secretário da Casa Civil do DF, Sérgio Sampaio. O GDF ainda emitiu nota dizendo que "não há risco de rompimento" e afirmando que a estrutura foi fiscalizada em 2017 pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O assunto ganhou repercussão depois do desabamento de parte do viaduto do Eixão Sul, na terça-feira. No domingo, parte do estacionamento de um prédio na Asa Norte caiu sobre 23 carros.





A creche Alecrim, na Estrutural, no Distrito Federal, ainda busca ajuda da comunidade para voltar a funcionar depois de a cozinha ter sido completamente destruída na última quarta-feira (7).
"Os pais estão desesperados sem saber o que fazer e com quem poderão deixar os filhos", lamenta a coordenadora-geral da instituição, Maria de Jesus Pereira de Sousa
A creche atende a 107 crianças entre 4 meses e 5 anos. No momento do incêndio, 86 estavam no local. Porém, como os outros cômodos ficam afastados da cozinha, elas puderam ser retiradas com segurança.
Para ajudar, é possível entrar em contato com a instituição por meio do telefone (61) 99575-0755. A creche não tem fins lucrativos e funciona graças a doações.
A coordenadora da instituição trabalhava como catadora no lixão da Estrutural. Quando deixou o trabalho no local por razões de saúde, abriu o espaço para cuidar gratuitamente das crianças dos filhos das vizinhas e catadoras que conhecia.

O incêndio

O fogo destruiu completamente a cozinha da creche. O incêndio começou por volta das 8h30 da quarta (7), quando a coordenadora da creche fazia o almoço. O forno explodiu, e o fogo se espalhou

Ninguém se feriu, mas a cozinha ficou destruída. Todos os equipamentos – inclusive geladeira e fogão – e alimentos foram perdidos. O forro do teto desabou.
Os vizinhos ajudaram a controlar o fogo utilizando panelas e baldes com água, mas só às 11h o incêndio foi controlado pelo Corpo de Bombeiros

Energia solar

A creche da Estrutural sustenta, no telhado, o maior aquecedor solar de baixo custo do Distrito Federal. Os dois painéis são feitos de material reciclado e ajudaram a creche a economizar cerca de R$ 100 por mês, o equivalente a 30% da conta de energia.

Custeado pela empresa Now Go, o projeto foi reconhecido como o maior do Centro-Oeste pela empresa júnior de engenharia de energia da UnB, Matriz — que dimensionou e instalou os painéis.
A lógica da engrenagem é simples. Feitos com 620 garrafas pet transparentes, caixas de leite pintadas de preto e canos de PVC, os painéis foram instalados no meio do percurso entre a água que chega da Caesb e as torneiras da creche.
A água fica armazenada nas garrafas, onde é aquecida pela luz solar absorvida pela cor preta das caixas. Como são dois painéis, o processo de aquecimento se repete e a água chega aos chuveiros com quase o dobro da temperatura ambiente.


FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário