Sebastião Salgado cede fotografias e abre exposição sobre Amazônia no STF



o fotógrafo Sebastião Salgado inaugurou nesta segunda-feira (19) no Supremo Tribunal Federal uma exposição com 16 fotografias da série “Amazônia”, fruto de uma expedição do artista à região no ano passado.
Os painéis, selecionados pela esposa do fotógrafo e curadora da exposição, Lélia Wanick Salgado, foram cedidos ao STF e ficarão e no Hall dos Bustos da Corte. As imagens apresentam retratos e cenas do cotidiano de grupos indígenas da Amazônia, como os Korubos, que vivem na Terra Indígena Vale do Javari.

Natural de Aimorés (MG) e economista de formação, Sebastião Salgado reside em Paris e é premiado no mundo inteiro pelos trabalhos fotográficos e reconhecido pelo empenho em causas ambientais.
“A Amazônia é a última grande porção de floresta tropical do planeta e acho que nós todos juntos temos a obrigação de mantê-la. Essas populações indígenas representam a pré-história da humanidade, e feliz o país como o nosso que pode conviver com sua pré-história", disse Salgado.
O fotógrafo ressalta que na Amazônia há entre 80 e 100 grupos indígenas que nunca foram contatados, "que vivem como nós vivíamos há 4 mil anos atrás, num estado de natureza fenomenal".
Segundo Sebastião Salgado, o Brasil tem possivelmente a maior concentração de capital do mundo que precisa ser mantido para as gerações presentes e futuras. "Nós não temos de forma alguma o direito de destruir essa porção do nosso país, que faz 49,29% do Brasil”, disse.
Amazônia, de Sebastião SalgadoVisitas agendadas
Segundas, terças e sextas: às 10h, 11h, 14h, 15, 16h e 17h
Quartas e quintas: às 10h e 11h
De graça


fonte:g1 mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário