Por reforma agrária, indígenas e trabalhadores rurais ocupam Esplanada



Manifestantes indígenas e trabalhadores do campo ocuparam a Esplanada dos Ministérios nesta terça-feira (20). Entre outros pontos, o grupo é contra o ajuste fiscal, a favor da reforma agrária, contra mudança nas regras de demarcação de terra e quer a volta do Ministério do Desenvolvimento Social.
Segundo a Polícia Militar, o protesto foi pacífico. Não há registro de ocorrência relacionada ao ato.
De acordo com os manifestantes, foram reunidas 3,5 mil pessoas de 17 estados do país – incluindo manifestantes da tribo indígena Pataxó Hãhãhãe, do extremo Sul da Bahia. Segundo a PM, no entanto, o protesto reuniu 700 pessoas.
Eles se concentraram em frente às comissões da Câmara e ao Ministério da Saúde. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, chegou a falar com os manifestantes, que cobraram a instalação de postos de saúde em comunidades no Nordeste. O ministro disse que vai convocar uma reunião com prefeitos para amenizar os problemas.

PEC 215

Os indígenas são contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215, em análise na Câmara, que prevê novas regras para demarcação de terras indígenas.
Ela transfere do Executivo para o Legislativo a responsabilidade sobre a demarcação - o projeto é alvo de frequentes protestos de povos indígenas.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário