Ponte do Bragueto: GDF começa a instalar barreira que veta caminhão acima de altura limite



O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Distrito Federal começou a instalar neste sábado (17), na Ponte do Bragueto, a barreira que pretende impedir a passagem de caminhões que não respeitam o limite de quatro metros de altura.
O suporte vai funcionar como uma "régua". Ao bater na estrutura, o motorista terá que pegar o retorno que está sendo construído um pouco a frente.
O objetivo, segundo o departamento, é evitar que os caminhões continuem destruindo a laje, como acontece com cerca de cinco caminhões que ficam presos, por mês, na via que liga a Asa Norte ao Lago Norte.

'Estrutura segura'

O diretor do DER, Márcio Buzar, esteve no local neste sábado e voltou a falar sobre a segurança da estrutura. À TV Globo, ele falou sobre a previsão de reforma da Ponte do Bragueto. "É importante reafirmar que as vigas principais da ponte estão todas em estado de uso para o trânsito".
"Então, [a Ponte do Bragueto] não tem nenhum comprometimento estrutural nas vigas principais."

Outras pontes

Já a Ponte Honestino Guimarães também foi vistoriada neste sábado. A Novacap informou que a estrutura vai passar por uma pequena reforma e não oferece "nenhum risco".
A Ponte Juscelino Kubitschek também vai ser totalmente reformada, segundo o presidente do órgão, Júlio Menegotto. A obra está estimada em R$ 18 milhões.
"É uma reforma importante para Ponte JK, não que ela esteja em risco também, mas é porque é uma edificação nova."


Desastre no Eixão

O trabalho de vistoria da Ponte do Bragueto acontece depois que parte de um viaduto do Eixão Sul desabou há 11 dias. A chamada ação emergencial do GDF foi determinada seis anos após uma auditoria do Tribunal de Contas do DF mapear locais considerados de risco no Distrito Federal.
Em 2012, o TCDF recomendava "manutenção urgente" em oito pontos da capital. Entre as obras, estavam o viaduto do Eixão – que caiu na última terça-feira (6) – e a Ponte do Bragueto. As duas obras foram classificadas com o mesmo nível de risco (
No Eixão Sul, o asfaltamento das alças de acesso – que ligarão a pista interditada na altura da Galeria dos Estados aos eixinhos L e W – foi concluído no domingo (11). O local para circulação de pedestres também já foi liberado.
Além dos novos acessos, as vias que conectam o Eixão aos eixinhos naquele trecho foram alargadas. Cada alça recebeu três faixas novas, permanentes, para evitar o acúmulo de veículos durante a reconstrução do viaduto.


FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário