Novos professores são nomeados no DF duas semanas antes do início do ano letivo




O GDF nomeou nesta sexta-feira (2), 652 novos professores para as escolas públicas do Distrito Federal. Os nomes foram publicados em uma edição extra do Diário Oficial e os profissionais deverão substituir servidores afastados por aposentadoria ou morte.
As aulas na rede pública começam no dia 15 de fevereiro e o objetivo da Secretaria de Educação é evitar a falta de professores desde o primeiro dia. No entanto, os nomeados deverão tomar posse em 30 dias, prazo para que eles entreguem a documentação exigida, passem por exames médicos e escolham a região onde irão trabalhar.
De acordo com o diretor do Sindicato dos Professores (Sinpro) Samuel Fernandes, os novos profissionais só estarão dando aulas em março e não suprirão a falta de servidores. "O déficit na rede pública é de pelo menos 2 mil professores", afirma Fernandes.
Segundo o Sindicato, nos últimos três anos, 3,5 mil professores se aposentaram e apenas 590 tomaram posse para substituí-los. O Sinpro admite que nem todos os que deixaram de trabalhar estavam em sala de aula, mesmo assim, considera insuficientes as nomeações do governo.
O governo afirma que "há um esforço para recompor o quadro" e até o dia 7 de fevereiro irá publicar no Diário Oficial a nomeação de 41 analistas, 260 técnicos, 43 monitores e 40 orientadores educacionais para a rede pública.
Por outro lado, o Sindicato diz que além do número não suprir a carência de profissionais na rede pública, há pelo menos 600 concursados esperando desde 2013 para serem nomeados. "O prazo para contratar quem passou no concurso em 2013 vence em junho", lembra o professor.


FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário