Granada das Forças Armadas é detonada pela PM na Rodoviária do Plano Piloto




Uma granada das Forças Armadas foi detonada pela Polícia Militar do Distrito Federal na Rodoviária do Plano Piloto na noite desta quinta-feira (15). O explosivo foi encontrado perto da mureta do Buraco do Tatu, por volta das 23h, durante uma ronda da corporação.
Os policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) confirmaram que o objeto era uma bomba e pertencia a alguma força armada, mas não souberam precisar qual. A granada estava sem pino e, em tese, não explodiria. Mesmo assim, por precaução, foi detonada.
O Esquadrão de Bombas da PM isolou a área e contou com a ajuda de um robô para detonar a granada. Ele pegou o objeto e levou para um buraco cavado em um canteiro da rodoviária
Devido à ameaça, a plataforma inferior foi isolada e as baias dos ônibus acabaram desviadas para o outro lado da rodoviária. O trânsito no Eixo Monumental e no Eixão parou por cerca de 10 minutos. Não foi o suficiente, porém, para evitar que o local enchesse.
A tensão atraiu a curioridade dos trabalhadores do lugar. "Se é bomba, não sabemos. Mas, como o policial falou que pode ser, viemos para cá", disse a atendente Maria José. Cerca de 700 mil pessoas passam pela Rodoviária do Plano Piloto diariamente.

Em janeiro

O Esquadrão de Bombas da PM detonou um simulacro de bomba em 25 de janeiro entre o Museu Nacional e a Biblioteca Nacional. O objeto era formado formado por 10 cilindros plásticos interligados por fios, mas não continha pólvora.

Segundo o major da Polícia Militar Janissôn Dias Mariano, o artefato era um capacitor de energia elétrica. "A intenção era enganar, fazer um trote e causar transtorno psicológico na população.”
A operação para avaliar a suspeita de bomba mobilizou cerca de 30 policiais e provocou o isolamento de parte do Conjunto Cultural da República, entre o Eixo Monumental e a via S2, por duas horas.


FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário