Estudante de 86 anos é homenageada durante formatura em Brasília



A beca, o capelo e a faixa lilás – usada por formandos do curso de teologia – simbolizaram a realização de um sonho para Amélia Diniz. Aos 86 anos, a estudante celebrou sua segunda graduação, nesta quarta-feira (21), durante a colação de grau no Seminário Maior Arquidiocesano de Brasília.
Na plateia, filhos, netos, noras e uma irmã aplaudiram e se emocionaram com a realização da, agora, teóloga. A aposentada já havia se formado em filosofia 64 anos atrás, mas o novo diploma foi um desafio. A decisão de prestar vestibular veio após a morte do marido.
“Quando coloquei aquela roupa, me senti realizada e muito emocionada. Meus filhos tiraram retrato comigo, além dos netos, e ainda fui muito aclamada.”

 Ao discursar, o reitor da instituição, padre Eduardo Vinícius de Lima Peters, prestou homenagem à estudante. Antes da solenidade, o bispo auxiliar de Brasília, Dom Marcony Ferreira, conduziu uma missa e, ao fim da cerimônia, um jantar foi oferecido aos formandos.
Para a família de Amélia, a data mereceu ser comemorada. “Foi tão emocionante, um exemplo para todos, disse Renata Diz – uma das 14 netas.
"Tem tanta gente que chega aos 60 anos e acha que a vida acabou. Minha vó, aos 86, acabou de concluir a segunda faculdade e começará a pós-graduação.”

A recém-formada lembra que fez a prova do vestibular confiante. "Esperava que poderia passar". Amélia também contou com uma forcinha dos céus. A aposentada confessa que ao saber da aprovação, fez uma novena à Nossa Senhora e, na promessa, pediu saúde e disposição para concluir os quatro anos de estudo.
Ela foi aprovada com a nota 9,5 no Trabalho de Conclusão do Curso, o "temido TCC", brinca. O tema escolhido para o artigo foi a relação entre o Papa Francisco e a Igreja Católica.

FONTE:G1 MUNDO


Nenhum comentário:

Postar um comentário