Escombros de garagem que desabou na Asa Norte começam a ser retirados nesta terça



Os escombros do desabamento que esmagou 23 veículos em um prédio na Quadra 210 da Asa Norte, em Brasília, começarão a ser retirados na tarde desta terça-feira (6). A retroescavadeira da empresa de engenharia contratada pelo condomínio para fazer a obra chegou ao local. O acidente ocorreu no início da manhã de domingo (4).
Diante da determinação da Defesa Civil para que o condomínio retire imediadamente os escombros e a terra de cima da laje que caiu, os primeiros operários chegaram durante a manhã e instalaram tapumes para isolar a área.
A chuva fez com que mais terra deslizasse sob a laje que cedeu, o que aumentou o tamanho da rachadura no jardim. A Defesa Civil demonstrou preocupação com o peso que os escombros têm colocado sobre os carros soterrados, mas afirmou que a estrutura do prédio continuava intacta.

Como o acidente não envolveu área pública, o condomínio contratou uma empresa particular de engenharia para emitir um laudo o trabalho de recuperação. A escolhida foi a mesma que já desenvolvia a reforma da fachada do prédio.

Sem água

Alguns moradores decidiram se mudar de apartamento temporariamente até que o serviço de abastecimento de água seja restabelecido – os que ficaram têm utilizado os banheiros do salão de festas do bloco ao lado.
Na manhã desta terça, técnicos da Companhia Energética de Brasília (CEB) fizeram uma vistoria na parte elétrica do prédio. Nenhum problema foi encontrado.

Os outros prédios

Os conselhos comunitários do Plano Piloto pediram à Defesa Civil para fazer uma vistoria técnica em todos os blocos residenciais das Asas Sul e Norte que tenham garagem subterrânea. O ofício foi protocolado na manhã desta terça na Secretaria de Segurança Pública (SSP).
A demanda por vistorias aumentou muito desde o acidente, segundo o engenheiro civil Mário Galvão. Ele já atendia três prédios na Asa Norte. "Mais de 20 síndicos me ligaram. Para atender em blocos da Asa Norte, foram mais de seis. Estava todo mundo apavorado", disse.
De acordo com o engenheiro, os prédios da região entre a Asa Sul e Asa Norte têm estruturas antigas, e, às vezes, os síndicos "podem se esquecer" de manutenções importantes, "como no sistema de incêndio e elevadores e estrutura dos prédio

Relembre

O desabamento ocorrido na 210 Norte na manhã deste domingo (4)atingiu os veículos que estavam estacionados na garagem. Por causa do impacto, 23 carros foram esmagados. Ninguém se feriu.
O estouro foi ouvido por volta das 6h45, quando a laje de contenção lateral do bloco desmoronou por inteiro. "Era um barulho muito forte de alguma coisa caindo. Quando olhamos pela janela, vimos o buraco no chão", relatou a auditora Cecília Martins, uma das primeiras moradoras a descer para a garagem e testemunhar os carros esmagados.


fonte:g1 mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário