Campanha contra assédio no carnaval do DF usa redes sociais para divulgar informações




A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal está usando as redes sociais para chamar a atenção sobre o assédio no carnaval. Posts coloridos e com linguagem direta fazem parte da campanha que pretende sensibilizar os foliões.
De acordo com o subsecretário de Operações Integradas, Leonardo Sant'Anna, "a educação em segurança pública é obrigatória". Segundo ele, como o crime de assédio acaba potencializado em momentos como o carnaval – com o uso de álcool e a grande aglomeração de pessoas – a secretaria percebeu que era preciso "uma comunicação mais ampla, simples e descontraída" para sensibilizar o público.
"Não basta educar apenas os policiais, é preciso atingir toda população."
Para o subsecretário, o processo educativo deve ser acessível e as redes sociais fazem a diferença. "Segurança não é algo 'duro'. É também passar informação e educação, um conceito que buscamos para modernizar o contato com a população."

Segurança para crianças


Além das redes sociais, a secretaria está usando aplicativos de celular para tornar o carnaval mais seguro para as crianças. Entre os dias 9 e 13 de fevereiro, um número de WhatsApp poderá ser usado em casos de crianças perdidas, abandonadas ou que estejam sob algum tipo de situação de risco.

O canal SOS Criança DF ficará disponível 24 horas por dia pelo número (61) 99212-7776. De acordo com a Secretaria de Segurança, para acionar o serviço, bastar enviar uma mensagem de texto, foto, vídeo ou áudio para o telefone e se identificar.
As informações serão enviadas à Central Integrada de Atendimento e Despacho (Ciade) – a mesma que recebe as ligações do 190 (Polícia Militar) e do 193 (Corpo de Bombeiros Militar) –, que dará o encaminhamento mais apropriado.
O subsecretário de Operações Integradas explica que o serviço também poderá ser usado para acionar a Vara da Infância e da Juventude ou o Conselho Tutelar, em casos de exploração infantil e venda de bebidas alcoólicas.
SOS Criança DF(61) 99212-7776


FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário