Biblioteca Pública do DF está pronta desde junho, mas só será reaberta daqui a 2 meses



O acervo de 40 mil livros da Biblioteca Pública de Brasília, na 512/513 Sul, está encaixotado em uma sala da Biblioteca Nacional há cerca de oito meses. E as obras ainda vão levar mais dois meses para serem disponibilizadas para o público outra vez.
Isso porque o prédio da biblioteca foi reformado em junho de 2017, mas o governo do Distrito Federal ainda não instalou a mobília. A compra só foi feita nesta sexta-feira (23), segundo o secretário de Cultura do DF, Guilherme Reis. "Demorou muito a compra do mobiliário porque são processos administrativos muito longos", explicou.
"Lamento o tempo perdido, mas estou feliz porque finalmente a coisa andou. Agora é tornar essa biblioteca padrão de qualidade, com mobiliário novo e tudo reformado", disse o secretário de cultura do DF. A reforma custou R$ 298,5 mi

A intervenção na biblioteca envolveu pintura do telhado, obras de acessibilidade e instalações de painéis de LED e de aparelhos de ar-condicionado. As paredes externas, além disso, foram preenchidas por trabaho de grafiteiros.
Esta foi a maior reforma já feita no espaço desde sua inauguração, em 12 de março de 1990. Em 2011, a biblioteca passou por reparos pontuais.
"A biblioteca realmente faz muita falta. Quando a gente tomou a decisão de fazer a reforma, em 2016, é porque estava inviável, nunca havia sido feito um processo correto."


A alternativa

Enquanto o prédio não é reaberto, os estudantes recorrem à Biblioteca Nacional, no Eixo Monumental. A estrutura, porém, continua com problemas, tais como infilitrações, banheiros quebrados e uma sala de estudo com computadores fechada por falta de manutenção.
"A tarefa neste momento é requalificar, pensar para que serve o espaço. Os computadores estão extremamente defasados porque esse mundo anda muito rápido, é tecnologia de 10 anos atrás", disse Reis

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário