Preso morre em cela da Papuda, em Brasília, após ataque cardíaco no réveillon

Um interno do Centro de Detenção Provisória da Papuda, em Brasília, morreu na noite do último domingo (31) após sofrer uma parada cardíaca dentro da unidade. A morte foi confirmada pela Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal, responsável pela administração do presídio.
Segundo o órgão, o homem passou mal dentro da cela e recebeu primeiros socorros dos agentes penitenciários, até a chegada do Corpo de Bombeiros. "Todos os procedimentos de intervenção foram tomados, mas a vítima não resistiu à parada cardíaca", diz o governo.
No comunicado, a Secretaria de Segurança Pública nega a informação – dada por agentes penitenciários – de que o veículo do Corpo de Bombeiros estaria sem desfibrilador (equipamento de pulsos elétricos usado para reanimação de pacientes). Segundo a pasta, " a viatura da corporação contava com equipamento de reanimação e com equipe especializada".
Ainda no domingo, a Gerência de Assistência ao Interno da Papuda avisou à família do preso sobre o caso. O governo diz estar prestando amparo social aos familiares. A 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião) investiga o caso.
 questionou a Secretaria de Segurança Pública mas, até as 9h desta terça-feira (2), não tinha informações sobre a idade, o crime cometido pelo homem e o histórico médico dele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário