Pais que tentam matrícula em escolas públicas do DF enfrentam lentidão do sistema



O primeiro dia para a matrícula nas vagas remanescentes para as escolas públicas do Distrito Federal, os pais enfrentam dificuldade para efetivar a inscrição dos filhos na rede de ensino. O sistema interno da Secretaria de Educação, o Ieducar, apresenta falhas nesta terça-feira (23).
No Centro de Educação Fundamental Casa Grande, no Gama, por exemplo, o sistema ficou parado durante quase toda a manhã. Muitos interessados  passaram a madrugada na fila, mas não conseguiram ser atendidos. Por isso, receberam senha e foram mandados para casa, com a orientação de voltarem depois.
  • As vagas remanescentes são preenchidas por ordem de chegada
Ao , a Secretaria de Educação informou que o sistema Ieducar "está em funcionamento", mas afirmou que, devido ao elevado número de acessos, "podem ocorrer instabilidades ou lentidão momentâneas". Apesar das dificuldades, a pasta disse que "todas as solicitações de rematrícula ou remanejamento serão atendidas".

O que é preciso?

Para garantir a vaga, é imprescindível levar um documento de identificação do estudante e do responsável, declaração de escolaridade do aluno, comprovante de residência e duas fotos 3 x 4.
As vagas remanescentes foram abertas depois que os inscritos pelo telematrícula não compareceram à escola para confirmar a matrícula no prazo de 8 a 18 de janeiro.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário