Mulher reage a tentativa de estupro em Brasília e leva tiro no tórax



Uma psicóloga de 54 anos foi baleada no tórax após reagir a uma tentativa de estupro na noite desta segunda-feira (8) no centro de Brasília. Segundo a Polícia Militar, Ieda Rizzo foi socorrida pelo Samu e levada ao Hospital de Base, onde está internada. Os suspeitos fugiram.
De acordo com os policiais, a mulher contou aos socorristas que foi abordada por dois homens por volta das 22h30 quando entrava no carro, estacionado entre dois prédios na 408 Sul, onde mora um amigo que havia acabado de encontra

Imagens da câmera de segurança do bloco A mostram o momento em que o suspeito caminha pelo estacionamento. Na gravação, por causa do horário de verão, aparece como horário do crime 21h23.
Ao funco, na imagem, é possível ver a psicóloga seguindo em direção ao carro dela. Neste momento, o homem faz a abordagem, os dois vão para o meio do estacionamento, quando ocorre o disparo. O agressor foge correndo.
Por volta das 11h desta terça, após passar por drenagem no tórax, Ieda estava em observação na ala vermelha do Hospital de Base, onde ficam pacientes com estado de saúde mais grave. Segundo os médicos, ela está consciente e respira sem ajuda de aparelhos.
Outra gravação feita por um morador da quadra, mostra o momento em que a mulher é socorrida por paramédicos do Samu
O caso está sendo investigado pela 1ª DP, na Asa Sul, e segundo o boletim de ocorrência o crime foi registrado como "tentativa de latrocínio".

Aumento de casos

Levantamento da Secretaria de Segurança Pública divulgado pelo  nesta segunda, aponta aumento de 32% no número de registros de estupro no Distrito Federal em 2017 na comparação com 2016.

Foram 883 casos em 12 meses (uma média de 2,5 casos por dia), contra 667 no ano anterior. A maioria das vítimas é mulher e meninas com idades entre 10 e 39 anos. O número, segundo o governo, inclui 196 casos que não ocorreram em 2017, mas só foram informados naquele ano.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário