Fiscalização notifica 15 casas noturnas no DF por falta de estrutura




Técnicos da Defesa Civil e da Secretaria de Segurança Pública notificaram, entre o dia 19 e a última sexta-feira (26), 15 casas noturnas do Distrito Federal com problemas estruturais que podem gerar risco a funcionários e frequentadores. A lista inclui danos na instalação elétrica, extintores descarregados, irregularidades no aterramento de estruturas metálicas e falta de iluminação de emergência.
Ao todo, 33 estabelecimentos no Plano Piloto, em Águas Claras e em Taguatinga foram alvo das vistorias. Segundo o governo, os empresários têm de 5 a 30 dias para fazer os reparos necessários. Se a determinação não for cumprida, a Defesa Civil pode interditar a boate ou casa de show.
O coordenador de Planejamento, Monitoramento e Controle da Defesa Civil do DF, major do Corpo de Bombeiros, Denílson Oliveira, disse que a fiscalização pretende identificar pontos vulneráveis nos estabelecimentos.
"Foram observadas a segurança estrutural, com vistas a identificar rachaduras ou fincas nas paredes, instalações elétricas, saídas de emergência obstruídas e centrais de gás com problemas. Mas, no geral, o padrão das casas noturnas está muito bom. As notificações foram simples, problemas corriqueiros", afirmou.
De acordo com o governo, este é o terceiro ano seguido da operação, que tem o objetivo de evitar acidentes como o da boate Kiss, em Santa Maria (RS), onde 242 pessoas morreram e 680 ficaram feridas em 27 de janeiro de 2013. A tragédia ocorreu após um sinalizador ter sido disparado em direção ao teto, que era revestido por material altamente inflamável.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário