Ex é preso suspeito de matar homem no Parque da Cidade, no DF; ele agiu por ciúmes, diz polícia

Polícia Civil do Distrito Federal prendeu no início da tarde desta terça-feira um homem de 42 anos suspeito de ter matado um funcionário da Latam Linhas Aéreas, no Parque da Cidade, em dezembro do ano passado. Segundo as investigações, a vítima e o detido trabalhavam no mesmo local e tinham um relacionamento amoroso há dois anos e seis meses. O fim do namoro é considerado uma das possíveis motivações.
A prisão aconteceu no Condomínio RK, em Sobradinho, — local onde o suspeito mora. Identificado como Frederico Bruno da Silva, o homem nega o crime. Segundo o delegado-adjunto da 1ª Delegacia de Polícia, João Ataliba Neto, o casal costumava ir ao parque para se relacionar com outras pessoas.
"Durante os depoimentos, o suspeito omitiu alguns fatos e chegou a mentir. Trabalhamos com a suspeita de ele ter agido por ciúmes", disse Neto.
De acordo com a polícia, a prisão temporária do suspeito foi decretada pelo Tribunal do Júri de Brasília, e ele deverá ficar na carceragem do Departamento de Polícia Especializada por 30 dias. O crime foi enquadrado como homicídio qualificado por motivo fútil e, por isso, o tempo de detenção será de um mês.
O crime ocorreu no estacionamento 2 do Parque da Cidade, próximo ao Pavilhão de Exposições. O corpo foi achado com um tiro no peito por vigilantes em 22 de dezembro. A 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), responsável pelo caso, identificou a vítima como Ricardo Pio Rodrigues, 42 anos, por meio de um exame pericial.
João Ataliba Neto informou que as investigações vão continuar e que realiza buscas para encontrar a arma usada no assassinato. Na casa do suspeito, os agentes não localizaram o objeto. A polícia também pediu que testemunhas que possam ter presenciado o homicídio compareçam à delegacia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário