Donos de boate, no DF, são presos por suspeita de alterar cena após tiroteio





Três donos da boate onde foi registrado um tiroteio, na madrugada deste sábado (20), foram presos pela Polícia Civil do Distrito Federal. Eles são suspeitos de terem alterado a cena do crime e, por isso, podem ser indiciados por fraude processual. Além dos empresários, o chefe da segurança do local também foi levado à delegacia.
Segundo as investigações, ao chegar no local, os agentes de perícia encontraram os portões trancados e quatro pessoas dentro da boate "limpando o local do crime." Os donos da casa noturna "O Beco Underground" disseram à TV Globo que não vão comentar o assunto. O  não localizou as defesas dos envolvidos.
Ainda de acordo com a polícia, os tiros foram dados por volta das 3h da manhã. No total, seis pessoas ficaram feridas. As vítimas foram levadas para os hospitais regionais de Taguatinga e de Ceilândia. Elas foram atingidas pelos tiros na perna, no braço, no ombro, na testa, no queixo e no tórax. O estado de saúde não foi informado.
Dentro do local a polícia encontrou drogas e indícios de falsificação de bebidas. O segurança usava botas do Samu sem pertencer ao órgão e a boate, de acordo com os agentes, não tinha autorização para funcionar.

Autor identificado

Na tarde deste sábado, a Polícia Civil disse também já ter identificado o autor dos diparos. O suspeito tem 19 anos. Até às 20 horas ele continuava foragido. Segundo as investigações, o jovem também é suspeito de ter cometido um assassinato no fim do ano passado aqui na região.

FONTE:G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário