Agefis lacrou 12 prédios e fez 27 derrubadas em Vicente Pires ao longo de 2017



Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) lacrou 12 prédios em Vicente Pires ao longo de 2017. De acordo com a agência, ao todo, foram pelo menos 2 mil ações fiscais – que incluem também a aplicação de 600 multas por construção irregular.
Ainda de acordo com a Agefis, no ano passado, fez derrubadas em 27 terrenos ocupados irregularmente na região. Isso representa 96.312 m² desobstruídos. O balanço da agência em Vicente Pires foi feito a pedido do 
A primeira ação da Agefis no local já em 2018 ocorreu nesta quinta-feira (4), na rua 3 da Colônia Agrícola Samambaia. O prédio, que já estava habitado, foi parcialmente lacrado para evitar o prosseguimento da construção de mais andares.
A obra tinha sido embargada, interditada, intimada a demolir e multada 26 vezes, somando mais de R$ 130 mil.

Desobstrução

As ações vão de acordo com orientações do Ministério Público, que emitiu duas recomendações a órgãos do governo local pedindo a evacuação e a demolição de prédios irregulares em Vicente Pires.
Um dos documentos, encaminhado à Defesa Civil do DF, recomenda que lotes sejam esvaziados, de modo a evitar riscos aos moradores.
Em ambos os documentos, os promotores do MP citam o desabamento de uma obra na Colônia Agrícola Samambaia, em Vicente Pires, em outubro de 2017.
O desastre causou a morte do técnico em edificação Agmar Silva, encontrado entre os escombros após 61 horas de busca.
Antes do desmoronamento da estrutura, seis pessoas estiveram no local para avaliar as rachaduras que apareceram no edifício – entre elas, Agmar Silva.
Apesar das construções desordenadas, Vicente Pires está em processo de regularização. O prazo para venda direta do Trecho 3 da região terminou em dezembro de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário