A poucas horas da 'votação do Iprev', Rollemberg recebe distritais no Buriti



A poucas horas para a votação que busca liberar R$ 1,5 bilhão no orçamento, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) abriu as portas do Palácio do Buriti nesta segunda-feira (15) a deputados distritais para detalhar o projeto, concluir ajustes – e tentar, pela última vez, convencê-los da aprovação.
A reunião foi marcada na sexta (12) após um acerto entre o governador e o presidente da Câmara, Joe Valle (PDT).
A votação está prevista para começar às 15h desta segunda. Ela interrompe as férias dos deputados, que só devem retornar às atividades oficialmente a partir do dia 2 de fevereiro.
Até a última atualização desta reportagem, além de Joe Valle, estavam presentes na reunião outros 11 deputados – sejam da base do governo, sejam independentes ou da oposição. Também foram convidados o secretário de Fazenda, Wilson de Paula, a secretária de Planejamento, Leany Lemos, e técnicos na área de orçamento.
  • Joe Valle
  • Agaciel Maia
  • Rodrigo Delmasso
  • Deputado Lira
  • Luzia de Paula
  • Juarezão
  • Wasny
  • Rafael Prudente
  • Chico Vigilante
  • Ricardo Vale
  • Wellington Luiz
  • Telma Rufino

Faça as contas

Na última quinta (11), o governo detalhou a forma como vai usar o montante de R$ 1,3 bilhão em verbas vindas do Iprev — o fundo de previdência dos servidores — no orçamento deste ano. A liberação desse dinheiro depende de aprovação da Câmara Legislativa.
Além dos recursos oriundos do Iprev, o governo também trabalha com mais R$ 231 milhões que podem ser incorporados ao orçamento. Essa verba surge após o Supremo Tribunal Federal autorizar o uso de depósitos judiciais para pagar precatórios (pagamentos que a Justiça determina ao governo).
Somando os dois, isso dá R$ 1,5 bilhão que o governo espera ser liberado pela Câmara.

Para onde deve ir o dinheiro

  • R$ 407 milhões para Saúde
  • R$ 298 milhões para Educação
  • R$ 148 milhões para pagamento de terceirizados
  • R$ 148 milhões para o setor de Mobilidade
  • R$ 97 milhões para infraestrutura
  • R$ 123 milhões para novas nomeações
Segundo a secretária de Planejamento, Leany Lemos, o dinheiro vai permitir, entre outros pontos, a construção de escolas, postos de saúde, ciclovias, parques e paradas de ônibus. Também vai servir para pagar UTI, serviços de limpeza, alimentação hospitalar e garante programas de assistência social.

FONTE: G1 MUNDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário