'Meio Expediente', telefilme de Natal da Globo feito em Brasília será exibido neste sábado

Uma história com a cara de Brasília, feita no DF, por pessoas do DF. "Meio Expediente" é um telefilme em que o protagonista é um servidor público – personagem típico da capital – em uma situação com a cara do fim de ano: o bolão da loteria feito pela turma do escritório. O problema é que o chefe da repartição ficou de fora.
O especial de Natal da Globo Brasília vai ao ar no Distrito Federal no sábado (23), depois do Jornal Hoje. Na noite de terça-feira (26), ele será apresentado para todo o Brasil – menos para o DF – depois de "Malasartes". Quem mora no exterior também vai poder conferir a história que será exibida pela Globo Internacional.
Nos 40 minutos de "Meio Expediente", de Santiago Dellape e Davi Mattos, os telespectadores irão descobrir como Jairo – interpretado pelo ator Edu Moraes – se transforma "em alguém mais aberto ao mundo".
"Meio Expediente conversa com quem é de Brasília, mas também mostra uma outra capital que quem não é daqui não vê."
"O ponto de vista do protagonista, por exemplo, não é o do cartão postal da Esplanada. É o dos anexos, os fundos dos ministérios, onde sequer tem vaga para estacionar", explica o diretor Santiago Dellape, brasiliense formado pela Universidade de Brasília (UnB).

Jairo, o funcionário público da história, é um homem reservado, que mantém uma relação distante com os colegas. "Bem como o brasiliense é visto, um cara fechado, que não dá bom dia, não cumprimenta o vizinho de porta", diz Dellape.
Mas ao longo do roteiro, o diretor explica que vai desconstruindo o personagem e desfazendo o que chama de "lenda urbana". Jairo se reinventa ao virar assistente do Papai Noel – que, na verdade, é um dos funcionários da repartição, o Gadelha, representado pelo ator Andrade Jr.
Os dois saem pelas ruas em uma Brasília verde e a partir daí a fábula de Natal mistura cenas reais, como o depoimento de moradores de uma favela próxima ao Congresso Nacional. O cenário da Praça dos Três Poderes também é deixado de lado enquanto a dupla percorre regiões como Núcleo Bandeirante, Varjão, Taguatinga e Sobradinho.
Ao longo da história, o telespectador descobre uma outra capital e ainda se depara com situações como o nascimento de uma criança entre moradores de rua.


Nenhum comentário:

Postar um comentário