Manifestantes fazem protestos no país contra reforma da Previdência



Manifestantes realizam protestos no país contra a reforma da Previdência nesta terça-feira (5). Até as 15h, atos tinham sido registrados em ao menos 14 estados (veja lista mais abaixo). A mobilização foi convocada por centrais sindicais e movimentos populares.
Em Sergipe, cartegorias cruzaram os braços no início da manhã. Os ônibus de transporte coletivo não conseguiram circular por causa de barreiras de manifestantes próximas às garagens das empresas em Aracaju, o que comprometeu o transporte de 230 mil pessageiros na Região Metropolitana.
Professores da rede estadual suspenderam as atividades por 24 horas em 75 municípios sergipanos e, na capital, os servidores da prefeitura também pararam. Com isso, a Secretaria de Estado da Educação estima que 157 mil alunos ficaram sem aulas.
Em Vitória, um grupo de professores e servidores fechou as entradas de veículos da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) durante a manhã. Em Santa Catarina, cerca de 80 servidores federais e estaduais foram para o Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, onde abordaram parlamentares que estavam embarcando para Brasília e pediram que eles votassem contra a reforma da Previdência.
A expectativa do governo Michel Temer vé que a reforma da Previdência seja votada no plenário da Câmara dos Deputados ainda neste mês.
Também houve manifestações nos seguintes estados:
  • Alagoas
  • Bahia
  • Ceará
  • Goiás
  • Maranhão
  • Paraíba
  • Piauí
  • Paraná: Londrina
  • Rondônia
  • Roraima
  • Rio Grande do Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário