Polícia prende cinco suspeitos de contrabandear cigarros no DF

Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, nesta terça-feira (24), cinco comerciantes suspeitos de contrabandear cigarros importados. As prisões são resultado da operação Bunker, que investiga crimes contra o consumidor, sonegação e fraudes. Ao todo, 3 mil maços de cigarros foram apreendidos com o grupo.
Os suspeitos mantêm comércios nas regiões de Samambaia, Paranoá e Itapoã, e serão autuados por descaminho. Detidos nesta terça, eles pagaram fiança e vão responder em liberdade. Se condenados pela sonegação de impostos na importação, os envolvidos podem pegar de 1 a 4 anos de prisão.
De acordo com o chefe da Delegacia Especializada de Defesa Do Consumidor, Marcelo Portela, o foco da operação Bunker "são comerciantes, e não, os grandes distribuidores". Segundo ele, o nome escolhido para a operação faz referência à "caixa forte que é o DF".
"No DF, não há entrada de produtos contrabandeados com muita força. Somos referência em nível nacional".

Nenhum comentário:

Postar um comentário