Polícia Militar fecha carvoaria clandestina em assentamento rural no DF

Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Distrito Federal fechou neste domingo (22) uma carvoaria clandestina em uma chácara no assentamento rural 26 de Setembro. Ao todo, 41 sacos de carvão foram apreendidos no local.
Segundo a polícia, os militares monitoraram a atividade irregular durante a manhã e, ao chegarem próximo ao endereço, encontraram troncos de árvores cortados para a produção de carvão.
O dono da carvoaria estava no local no momento da apreensão. A PM informou que ele usava um forno subterrâneo para fazer a queima da madeira.
O responsável pela atividade foi levado para a 12ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga. De acordo com a Polícia Civil, o proprietário assinou o Termo de Compromisso de Comparecimento à Justiça e foi liberado.

À Polícia Civil, o dono da carvoaria disse que produz carvão há pouco mais de um ano para sustentar a família. Ele também contou que "costuma queimar madeira de árvores como mangueira, goiabeira, pequizeiro e jabuticabeira". O local será periciado.
A produção de carvão é proibida no Distrito Federal. O comerciante que comprar produto ilegal para revender também pode responder a um processo por crime ambiental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário