Obras no Teatro Nacional devem começar em fevereiro de 2018

GDF lançou nesta quinta-feira (19), um edital para atrair organizações da sociedade civil como parceiras na captação de recursos financeiros, através da Lei Rouanet, para as obras do Teatro Nacional Cláudio Santoro. Fechado desde 2014, o espaço é um dos mais importantes da capital, mas a reforma está paralisada por falta de verbas.
Com o edital, o governo pretende diminuir o impacto das obras nos cofres públicos. A previsão é de que a seleção das organizações dure cerca de 45 dias. A previsão para que a primeira etapa das obras seja iniciada é fevereiro de 2018.
Segundo o Ministro da Cultura Sérgio Sá, o edital foi lançado para “fazer uma conjugação de esforços entre poder público e empresas privadas para que o Teatro Nacional volte à população o mais rápido possível".
A promessa para a reabertura do teatro era até março de 2018.Segundo o governo, as obras da primeira etapa devem se estender por um ano, a partir da assinatura do contrato. Não há prazo para que a reforma integral seja concluída.

Reforma do Teatro

Em 2014, o orçamento previsto para a reforma do Teatro Nacional era de R$ 220 milhões. Segundo o secretário de Cultura do DF Guilherme Reis, apenas na primeira etapa das obras, a previsão é de que sejam gastos R$ 35 milhões.

A restauração do espaço será dividida em quatro etapas sendo que o projeto ainda está no início da primeira fase, que inclui a reforma da sala Martins Pena - a menor do teatro. Obras para garantir a segurança do prédio também estão previstas nesta primeira etapa.
Os anexos e acessos ao teatro serão reformados na segunda fase das obras. A sala Villa Lobos, a principal do teatro, passará pelo processo de restauração somente após a conclusão dos outros espaços.
O governo diz que somente após as três primeiras fases das obras, o Teatro Nacional poderá ser reaberto ao público para mostras de livros e saraus. A data de conclusão dos trabalhos não foi informada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário