Doação de sangue no DF caiu 20% em relação a 2016

O número de doações de sangue coletadas em setembro pela Fundação Hemocentro de Brasília foi 20% menor que o do no mesmo período do ano passado. Os estoques em maior baixa os dos tipos sanguíneos "O positivo" e "O negativo", além dos raros, com o fator RH negativo.
Segundo o Hemocentro, é comum que ocorra uma baixa de doações entre outubro e dezembro, especialmente por conta da seca e dos feriados prolongados, como o de Nossa Senhora de Aparecida e Finados. A demanda, no entanto, não diminui.
Atualmente há cerca de 70 mil bolsas de sangue disponíveis pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O Hospital de Base (HUB) é o que mais envia pedidos, de acordo com o Hemocentro. A média de transfusões é de 4 mil por mês.
A fundação informa que cada bolsa de sangue doada pode ser utilizada em até quatro pacientes. Todo o processo dura, em média, uma hora e meia. O Hemocentro também coleta plaquetas e cadastra doadores de medula óssea.

Para doar sangue é preciso:

  • Ter boa saúde
  • Pesar acima de 50 quilos
  • Estar alimentado
  • Não estar em uso de medicamentos
  • Ter de 16 a 69 anos de idade
  • Apresentar documento oficial com foto
  • Ter dormido pelo menos 6 horas na noite anterior
  • Não ter praticado exercícios físicos nas 12 horas anteriores à doação
  • Não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação
  • Não ter se submetido a endoscopia há seis meses
  • Não ter feito tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva há 12 meses
  • Evitar fumar 2 horas antes da doação
O Hemocentro funciona de segunda a sábado, das 7h às 18h, no Setor Médico-Hospitalar Norte, próximo ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran).



Nenhum comentário:

Postar um comentário